Um meio para superar a concorrência online

27 de maio de 2015 | 2 minutos para ler

A era moderna do café começou na esquina entre a 1ª Avenida e a Rua Pine em Seattle, nos Estados Unidos.

No fim dos anos 80, enquanto a concorrência projetava seus espaços para a circulação rápida de clientes, a Starbucks adotou uma abordagem totalmente oposta.

Inspirado pela cultura do café milanês, Howard Schultz posicionou a Starbucks como um lugar para ir devagar, encontrar amigos, conversar, fazer reuniões e entrevistas.

O local original acabou se tornando a primeira de 22.000 lojas, e as hobby stores de hoje podem aprender muito com o sucesso da Starbucks.

Por quê?

Porque a abordagem da Starbucks entende as vendas como algo orgânico, e não há equivalente digital para isso.

O que a loja física faz (e a loja digital não faz)

O Terceiro Lugar é um local importante, pois é onde as pessoas querem estar. — Steve Nemeckay, da Amazing Heroes

A ascensão da Starbucks é o exemplo mais famoso da aplicação da "Teoria do Terceiro Lugar" para negócios.

Esta teoria funciona assim: o "terceiro lugar" é o centro medular de uma comunidade, sendo os locais sociais fora do lar (primeiro lugar) e do trabalho (segundo lugar).

É um lugar jovial e risonho onde as pessoas vão para relaxar, sem julgamento ou pretensões. É um lugar aberto a todos onde todos têm o privilégio de participar. A presença de todo mundo é importante e ao mesmo tempo ninguém tem a obrigação de estar presente.

Isso é algo que o comércio tradicional quase nunca oferece, e é algo que o comércio online não é capaz de fornecer. Isso é algo que empresas como a Panera Bread, a Life Time Fitness e a Uniqlo fizeram e com isso obtiveram sucessos inéditos.

O mundo dos jogos é um aliado natural do Terceiro Lugar.

O que o Jogo ao vivo Faz (Que o Jogo Digital Não Faz)

"Na minha opinião, não tem comparação entre a alegria de jogar junto com alguém, curtindo e zoando em pessoa." — Ray Oldenburg, pioneiro da Teoria do Terceiro Lugar

Hobby stores de sucesso fornecem uma experiência ao vivo sem igual ao aplicar os princípios da Teoria do Terceiro Lugar de Oldenburg.

Algumas características de uma loja que funciona como "terceiro lugar" são relativamente óbvias e fáceis de colocar em prática: os horários são confortáveis, a decoração não é pretensiosa, e há disponibilidade de comes e bebes.

Porém, algumas das propriedades cruciais do terceiro lugar são inatingíveis, e precisam de algumas habilidades leves, mas fornecidas com firmeza. Tais como:

Clientes regulares são mais atrativos do que os anfitriões

Crie uma equipe amigável e uma comunidade amigável usando as mesmas táticas: dê reconhecimento para bons comportamentos, incentive a criatividade, dê o exemplo e invista em jogadores que atraem jogadores novos.

Jogadores sentem o investimento no seu espaço

Envolva jogadores na execução de eventos e no sucesso da sua loja. Isso pode ser tão simples quanto pedir feedback regularmente ou elaborar um programa de mentorado como o da Golem Head Games.

Obstáculos para Entrar são Baixos

Garanta que sua loja transmita uma sensação acolhedora para todos, não somente pela estrutura dos eventos, mas também pelo modo com que você lida com a comunidade. Ofereça diversos formatos e eventos, incluindo jogos informais e um evento novo que atraia jogadores para o seu Friday Night Magic. Recompense a participação e boa esportividade além das melhores colocações em seus eventos. Aja como um elo entre jogadores novos e regulares: apresente todo mundo, especialmente novos jogadores a veteranos.

Várias lojas estão obtendo sucesso usando estes princípios: Golem Head Games Face to Face Games Game Wizard/Blue Sky Hobbies

Fique de olho no WPN.Wizards.com/Articles para ver mais exemplos de dentro da WPN!

Matt Neubert

Dúvidas Frequentes

Encontre respostas para as dúvidas mais comuns sobre a Wizards Play Network

Tem alguma pergunta?

Fale conosco!